doria

[email protected]

O que é atentado ao pudor? Expor os seios na praia ou ficar nua na avenida?

9/12/2013, 0:00
3 minutos de leitura

Antes de começar a responder as duas perguntas-título, me utilizo do título de uma peça do dramaturgo Nelson Rodrigues:

“Toda nudez será castigada”

Guardem bem essa frase. Pois ela servirá como reflexão mais tarde.

Outra coisa: Se você veio a este post querendo ver fotos de mulheres com os seios de fora, pode parar e procurar outro site com esse intuito.

No dia quatorze de novembro do ano corrente, uma atriz utilizou um recurso um tanto incomum para promover a peça em que participaria: Junto com um ator, ela se despiu de sua blusa e ficou com os seios de fora. Bastou esse fato para que um policial viesse ao encontro do fotográfo e dos atores pedindo para que ela colocasse sua blusa e que se ela não o fizesse, seria detida por cometer o delito.

E aí nós lembramos do “Topless”, quando a mulher está na praia sem a parte de cima do bíquini. Equivalente a este temos o monoquini, uma espécie de maiô  grandes cortes nas laterais ou uma peça que compreende somente a parte de baixo de um biquíni, deixando os seios expostos. A prática do topless já é antiga no “Velho Mundo”, mas aqui no Brasil…

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=HeOL_K8ZNvk[/youtube]

…ela já rendeu uma música e muita polêmica: Há mais de trinta anos a novela “Água Viva” abordou o assunto (confira no vídeo acima).

No verão de 2000, uma comerciante fez topless na Praia de Ipanema e foi detida com base no art. 233 do Código Penal. O fato atraiu a atenção da mídia e de autoridades políticas que repudiou a repressão policial e declarou que o verão daquele ano seria o “verão do topless”.

Chega a ser irônico que expor os seios na praia seja um delito. O Brasil é conhecido como o país do carnaval, festa da carne, onde se diz que “ninguém é de ninguém” nessa época. Homens e mulheres ficam com pouca – ou quase nenhuma – roupa em público, a título de “fantasia”. Temos um empreendimento construído com dinheiro público onde o corpo nu é aclamado e cultuado como patrimônio nacional. E aí nos lembramos da frase do “imoral” Nélson Rodrigues (Vai lá no início do texto e relembre).

A nudez de cima pode ser castigada, mas a total é diversão e entretenimento para turistas e para quem curte o carnaval brasileiro, passível de elogiosas menções na mídia. E você que está leu esse post? O que acha dessa “ironia”?

 

doria


[email protected]

Mais de doria


Leia também

Mais lidas