Site da Baixada

@sitedabaixada

https://www.facebook.com/sitedabaixada
[email protected]

Afinal, pra quê um financiamento coletivo? A gente responde

26/10/2015, 9:26
3 minutos de leitura

Há 9 anos atrás o Site da Baixada começou suas atividades com um jeitinho tímido. Em 2009 e 2010, experimentou a criação de uma equipe, totalmente financiada pelo editor do portal. Um time que chegou a ter 4 pessoas publicava diariamente as matérias, e alcançou mais de um milhão de pessoas. Na verdade, mais da metade do volume de acessos do SB veio deste período.

Depois de um grande hiato de 5 anos, voltamos à ativa. Neste período o SB se manteve publicando apenas o básico. Em 2013 a virada começou, com a criação do Blog Opinião. Recebemos belas contribuições de pensadores de todos os tipos: artistas, professores, jovens, políticos, empresários…

Os mais de 100 textos publicados no Opinião e as boas respostas dos leitores, mas principalmente a repercussão que o SB voltou a ter, foram bons argumentos para a tomada de decisão marcada no Dia da Baixada deste ano: relançamos o Site da Baixada e ele voltou a ser um grande portal da Baixada Fluminense. Voltamos com tudo, com uma proposta mais concreta e que responde verdadeiramente as necessidades da Baixada Fluminense.

Chegou a hora de toda essa energia transformar o Site da Baixada em um negócio social. A ideia é que o SB tenha ainda mais engajamento com as iniciativas que dão orgulho para a Baixada Fluminense. Pra provar que estamos no caminho certo, a campanha Eu ♥ Baixada tomou forma de circuito cultural. Em pouco tempo o projeto ganhou tanta força que virou uma festa, um quadro no rádio e em breve vai virar aplicativo para dispositivos Android…

Então, o que tem pra fazer?

Para ser um negócio social efetivo, entendemos que o SB precisa de equipe. Ao contrário dos coletivos de cultura que são dirigidos por pessoas que mantêm um emprego regular paralelo à sua atividade, o portal precisa de dedicação integral, o que impede seus membros de manter empregos paralelos à atividade – por isso tornar-se um negócio social ao invés de um coletivo convencional.

Os setores do Site da Baixada serão:

Editorial
O coração do Site da Baixada, é o centro nervoso de onde sai o conteúdo. Desde a publicação de pautas via assessoria até a apuração de pautas próprias, passando pela publicação de material na agenda e na pesquisa de conteúdo. É onde tudo começou e onde fica o verdadeiro ouro do Site da Baixada.

Promocional / Marketing
O meio do caminho entre o editorial e o comercial, é de onde saem as ideias barulhentas do SB. Este setor pensa ações promocionais em todos os sentidos: promoções de ingressos com teatros e casas de espetáculos, sorteios de brindes, ações dentro de eventos e parcerias com festivais.

Comercial
O ponto mais sensível do SB. O foco do portal não é na área comercial, mas ele precisa pagar as contas. Por isso, o setor comercial é responsável por manter o diálogo com patrocinadores e apoiadores, pensando em maneiras de entregar marca e realizar projetos que dêem retorno aos parceiros. O Site da Baixada não trabalha com o modelo tradicional de “anunciante”: as marcas que se envolvem conosco precisam ter a mente aberta para dialogar verdadeiramente com o morador da Baixada Fluminense.

E aí? Se convenceu que temos muito trabalho pela frente? Então contamos com a sua ajuda, até dia 5/dezembro, no nosso financiamento coletivo:
benfeitoria.com/sitedabaixada

Site da Baixada

@sitedabaixada
[email protected]
https://www.facebook.com/sitedabaixada

O perfil oficial do Site da Baixada

Mais de Site da Baixada


Leia também

Mais lidas