Wesley Brasil

@wesleybrasil

https://www.facebook.com/wesleybrasil
[email protected]

O Facebook bloqueou a página do Site da Baixada

O portal segue firme e forte, rumo aos seus dez anos

10/9/2016, 21:32
4 minutos de leitura

Caro leitor, não vamos esconder: a coisa tá feia. Quem vos escreve não é a Redação do SB com sua formalidade. É o editor mesmo, prazer, Wesley Brasil.

A gente precisa trocar uma ideia.

Desde os tempos que o Facebook era coisa de classe média e o Orkut reinava por essas bandas, o Site da Baixada mantinha uma página na rede do sr. Zuckerberg. Até semana passada eram 8 mil felizes fãs que curtiam e compartilhavam nossas matérias tão bonitas sobre a Baixada Fluminense. Quando a equipe do SB (atualmente em torno de dez pessoas) conseguia publicar um furo de reportagem, então, o povo delirava.

Além da página principal, tínhamos uma página para cada cidade. Isso facilitava bastante a distribuição de notícias somente para pessoas interessadas num lugar X ou Y. Nesse segundo semestre de 2016 o SB assumiu de uma vez por todas uma postura mais abrangente, publicando somente o que é relevante para duas ou mais cidades, que impacte um milhão de pessoas ou que necessitasse de registro histórico para influenciar iniciativas culturais. Com isso, não havia mais motivo pra essa salada de páginas.

Resolvemos mesclar tudo.

Fechamos essa semana com 27.550 fãs no Facebook, o que condiz com o tamanho da nossa audiência – que apesar de não ser a maior da região, é sem dúvida a mais engajada com a vida cultural da Baixada Fluminense. Só que o Facebook não gostou muito dessa ideia e tirou nossa página do ar. Parece que mesclar as páginas vai contra a política do Facebook, apesar de todas as 13 falarem do mesmo assunto, terem as mesmas publicações e pertencerem à mesma marca. Gente, tava redundante e chato pra quem curtia mais de uma página de cidade!

O aviso na tela de administração da página informa que "A publicação da sua página foi cancelada".

O aviso na tela de administração da página informa que “A publicação da sua página foi cancelada”.

Como editor do SB, peço primeiramente desculpas a você, leitor, que nos acompanha(va) no Facebook. Não faço a menor ideia se essa situação será revertida: já recorremos e recebemos uma resposta (em inglês) informando que nossa página não segue um dos termos do Facebook. Respondemos e agora só nos resta esperar.

Esta não é uma publicação de “denúncia”, ou pra reclamar o quanto o algoritmo do Facebook é inexplicável, ou ainda para solicitar o apoio popular para que a página volte. Mas também não poderíamos deixar de falar alguma coisa.

Se a nossa página vai voltar ou não, ainda não dá pra saber. O que posso garantir a todos vocês é que o SB continua vivo, nossa crew tem discutido muitas ideias e estamos nos preparando para comemorar os dez anos de história do Site da Baixada. 2016 tem sido um ano incrível e muita gente passou a se reconhecer mais com o SB depois da campanha de financiamento coletivo. Só posso agradecer a todo o apoio que tem chegado desde o dia que resolvi gravar o vídeo sobre o “inconsciente coletivo”, que por sinal acabou de completar um ano.

Mas e agora?

Enquanto não voltamos, convido todo mundo a curtir a página “Eu amo Baixada”: facebook.com/euamobaixada. Ela é mantida pelo SB e dá ênfase na vida cultural da Baixada Fluminense. Agora ela também vai compartilhar as nossas matérias de Capa e da Página Dois. Gente, a coisa é tão abrangente, que tem um quadro na Rádio Roquette Pinto toda sexta-feira com esse nome, onde falo de coisas que vão acontecer no fim-de-semana e também de assuntos marcantes para a cultura da Baixada. Quem sabe a gente vira um programa completo, hein?

Segue lá, gente:
facebook.com/euamobaixada

Nossos canais Notícias e Guia continuam vivos. Os blogs andam meio parados, é verdade, mas em novembro, quando completarmos dez anos, espero voltar aqui no Blog da Redação com novidades sobre isso e muito, mas MUITO mais coisas.

2016 nem começou, gente. Janeiro a setembro foi só o rascunho.

P.S.: quem quiser acompanhar minha correria como comunicador, só acompanhar a página fb.com/wesleybrasil. Pode mandar mensagem pra mim por lá, que eu leio TODAS, tá bem?

Wesley Brasil

@wesleybrasil
[email protected]
https://www.facebook.com/wesleybrasil

Comunicador, especializado em projetos de alto impacto para a Baixada Fluminense. Fundou o Site da Baixada em 2006, acreditando numa Baixada Fluminense melhor através do amor.

Mais de Wesley Brasil


Mais lidas


Na rede do Site da Baixada

Nenhuma matéria encontrada